Ministério Agricultura

segunda-feira, 15 de janeiro de 2018

Casal Pode Ter Sido Executado Por Engano

Executados com 29 tiros no final da noite de sábado (13), logo após saírem de uma festa que acontecia em uma casa no Setor Amin Camargo, em Goiânia, o comerciante de veículos Patrik Rabelo Sousa, de 31 anos, e a esposa dele Amanda Hoehn Corrello, de 21 anos, podem ter sido mortos por engano. A informação foi apurada com exclusividade pela equipe do MAIS GOIÁS.

O casal, que não possui qualquer passagem criminal, e segundo amigos mantinha um relacionamento estável há dois anos, estava em uma festa realizada na casa de uma amiga deles, na Rua Cândido de Oliveira, foi baleado pouco antes da meia noite, logo após entrarem em uma BMW. Como o carro foi encontrado ainda com o motor ligado, e batido em um muro, a suspeita é que Patrik, que estava no volante, tenha tentado fugir dos atiradores.

Câmeras de segurança registraram o momento em que, segundos antes de Patrik e Amanda saírem da festa, uma Saveiro de cor prata passa devagar pela porta da residência.

Segundo o relato de testemunhas, os ocupantes da Saveiro foram quem atiraram no casal, e fugiram rapidamente, sem serem identificados. Na rua onde ocorreu o crime, que é sem saída, e onde não existem câmeras de segurança, a perícia encontrou cápsulas de pistolas calibre Ponto 40 e 380.

Amanda e a dona da residência onde acontecia a festa, segundo um policial ouvido pela reportagem, e que pediu para não ser identificado, tem características físicas bem semelhantes, incluindo o corpo malhado, e o cabelo longo, e loiro. A dona da residência, ainda de acordo com o agente, também tem um carro parecido, e da mesma cor que a BMW que era dirigida por Patrik.

Outro fato que leva á suspeita de que a dona da casa é que seria o alvo dos atiradores, é o fato da maioria dos 29 tiros disparados contra o veículo ocupado pelo casal ter sido efetuado no banco onde estava Amanda. Há informações, ainda não confirmadas pela polícia, de que a dona da casa onde acontecia a festa teria se relacionado, recentemente, com um perigoso traficante que cumpria pena no Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia.

Um ex-marido da dona da casa, que também teria envolvimento com drogas, ainda segundo relatos não confirmados pela polícia, foi assassinado há quatro anos em Goiânia.

Procurado pela reportagem do MAIS GOIÁS, o delegado Paulo Ribeiro, adjunto da Delegacia de Investigações de Homicídios (DIH), que é quem está apurando o duplo homicídio, disse desconhecer essas informações. “Isso ainda não chegou ao meu conhecimento, de qualquer forma, nesta segunda-feira (15), nós estaremos ouvindo a dona da casa, ocasião em que poderemos confirmar, ou não, essas informações”, relatou.


Fonte:  Mais Goiás

Nenhum comentário: