Dengue


____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

domingo, 3 de maio de 2015

Com Quatro Filhos Família Vive em Condição Sub-Humana

Várias família estão vivendo em condição sub-humanas em uma invasão no município de Acreúna-GO. Diante da falta de competência do poder público, crianças estão dormindo no chão e passando fome sem que as autoridades constituídas do município tome qualquer tipo de providencia.

O morador Roberto Félix gravou cenas fortes de uma família que enfrenta o abandono e descaso do poder público e mora em uma barraca improvisada com

Na invasão chamada de Nova Esperança,  um casal vive em condição degradante com 4 filhos. 3 meninas e um menino.  Nas imagens que são fortes, uma família  está dormindo no chão, terra bruta. Enquanto uma filha do casal  dorme no chão, o menino,  com dor de dente, está na rede. A mãe, Ana Lúcia, 29 anos, está grávida de 8 meses e segura nos braços uma menina, Samira, de apenas dois anos. A criança quando perguntada o que gosta de comer, afirma: Arroz e tomate.

Ao lado da mãe está Samara, 10 anos, linda, a menina sonha ser modelo. O vídeo é impactante.

Veja o vídeo

Vila Nova é o Grande Campeão Goiano da 2ª Divisão de 2015

Acabou o sofrimento, acabou o jejum. Depois de 10 anos o Vila Nova voltou a comemorar um título. O Tigrão goleou o Goinião em um grande clássico no estádio Serra Dourada e sagrou-se o grande campeão goiano da segunda divisão de 2015.

Mais de 12 mil torcedores compareceram ao estádio Serra Dourada para um tarde inesquecível. 

A goleada de 6x0 sobre o Goiânia foi bastante comemorada pelos torcedores e jogadores.

Com o título de campeão o Vila Nova volta pela porta da frente a elite do futebol goiano.

Missão Impossível Para o Galo Em Minas Contra a Caldense

O Atlético Mineiro tem uma missão impossível hoje em minas. Para ser campeão mineiro, o galo terá que fazer o que não deu conta até agora no campeonato, vencer a Caldense. 

O grito de campeão vai ecoar na cidade de Varginha neste domingo. Atlético-MG e Caldense decidem o maior título de Minas Gerais, no estádio Melão, a partir das 16h, e a veterana de Poços de Caldas joga pelo empate para conquistar o Campeonato Mineiro pela segunda vez em sua história. Já o Galo só fica com a taça se derrotar o time Lama Verde por qualquer placar.

Para o torcedor alvinegro, que se acostumou a acreditar no clube nas missões impossíveis na Copa do Brasil e na Libertadores, chegou a hora de acreditar de novo, já que vencer a Caldense não é tarefa fácil. O time do Sul de Minas está invicto no Campeonato Mineiro, e não sabe o que é sofrer gols há oito jogos.

São apenas quatro gols sofridos em 14 partidas, média de 0,29 por jogo, números que colocam a Caldense como a melhor defesa do futebol mundial na atualidade, superando gigantes como Barcelona e Real Madrid. Se o goleiro Rodrigo completar mais 90 minutos sem ser vazado, garante o título da Veterana e dá início a festa em Poços de Caldas.

Por isso tudo podemos afirmar com tranquilidade que a Caldense é a grande favorita para ser a grande campeã, mas lembre-se, o galo é o time que geralmente faz o  impossível acontecer.

Comandada por Léo Condé, a Caldense admite que terá que trabalhar muito pela vitória, mesmo com a vantagem



FICHA TÉCNICA 
CALDENSE X ATLÉTICO-MG

Local: Estádio Melão, em Varginha (MG) 
Data: 03 de maio de 2015, domingo 
Horário: 16h (de Brasília) 
Árbitro: Emerson de Almeida Ferreira (CBF/FMF)
Assistentes: Guilherme Dias Camilo (FIFA/MG) e Janette Mara Arcanjo (FIFA/MG)

CALDENSE: Rodrigo; Marcelinho (Jefferson Feijão), Paulão (Marcelinho), Plínio e Rafael Estevam; Yuri, Serginho, Tiago Azulão e Everton Maradona; Zambi e Luiz Eduardo 
Técnico: Léo Condé

ATLÉTICO-MG: Victor; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Jemerson e Douglas Santos; Leandro Donizete, Rafael Carioca, Luan e Dátolo; Carlos e Lucas Pratto 
Técnico: Levir Culpi

Vasco Vai Fazer a Festa de Campeão Carioca no Maracanã

O campeão do Campeonato Carioca será conhecido neste domingo, quando Botafogo e Vasco escrevem o capítulo final da competição, a partir das 16 horas (de Brasília), no Maracanã. Na primeira partida da decisão o Cruz-Maltino venceu por 1 a 0, inverteu a vantagem do rival e agora joga pelo empate para dar a volta olímpica. Ao Glorioso, resta ganhar por dois ou mais gols de vantagem para ficar com o caneco, ou por um tento de diferença para forçar a disputa de pênaltis.

Os dois treinadores passaram a semana trabalhando em cima do resultado do primeiro jogo. Enquanto René Simões, comandante do Botafogo, mexeu com o aspecto psicológico de seus atletas, mostrando que a virada é possível, Doriva, treinador do Vasco, alertou seus jogadores de que a vantagem do empate pode ser ilusória, o que foi bem assimilado pelo elenco. 
Divulgação/Botafogo F. R.
“Nós conseguimos uma pequena vantagem que o Botafogo pode tirar no próximo jogo. Portanto, não podemos entender que ganhamos alguma coisa. É importante manter os pezinhos no chão. Teremos uma segunda partida ainda mais complicada do que foi a primeira”, alertou o atacante Dagoberto.

Neste ponto os dois lados concordam, já que os botafoguenses também entendem que podem inverter a situação.

“Somos jogadores com espírito guerreiro, que queremos crescer dentro da profissão e conquistar muito com a camisa do Botafogo. O jogo deste domingo tem tudo para ser muito equilibrado e o fator garra pode fazer a diferença. Nós ganhamos jogos neste Estadual porque não desistimos um único minuto e isso vai acontecer na partida deste domingo. O torcedor pode ter certeza de que a nossa entrega em campo será plena”, afirmou o zagueiro Renan Fonseca.

“Temos noventa minutos para ganhar o jogo. Nosso pensamento precisa ser semelhante àquele que mostramos contra o Fluminense, no segundo jogo das semifinais. Nós perdemos por dois a um no primeiro jogo e entramos jogando de maneira determinada, conseguindo o nosso objetivo”, lembrou o atacante Bill, o autor de um dos gols da vitória por 2 a 1 que levou a disputa aos pênaltis.

Se o Botafogo quer evitar a afobação, o Vasco usa a tranquilidade como arma. Por isso os jogadores passaram a semana cogitando todas as possibilidades para este duelo. O zagueiro Luan acredita que os atletas devem se manter equilibrados para aguentar a pressão rival.

“Temos que manter o equilíbrio ao longo dos noventa minutos, independentemente do que estiver acontecendo. Sabemos que será um jogo muito disputado, como foi o primeiro jogo da final e como têm sido os clássicos deste Campeonato Carioca. Portanto, não podemos nos assustar com nada e temos que trabalhar sempre pensando que o fim pode ser feliz”, observou.

A escalação do Botafogo é uma incógnita. Certa apenas é a ausência do goleiro Jefferson, que será preservado pelo técnico René Simões. O arqueiro da Seleção Brasileira não está 100% fisicamente, e o dono da prancheta alvinegra não quer arriscar perder o atleta mais valorizado de seu elenco às vésperas da Série B do Campeonato Brasileiro. "Se fosse a última partida do ano, ele jogaria", disse o treinador. O meia Tomas, por sua vez, deverá conquistar a vaga de Gegê, que não foi bem no primeiro jogo da final.
Pelo lado do Vasco, Doriva vem procurando manter mistério e tem comandado treinos fechados. Porém, é esperado que Marcinho não atue como titular na finalíssima. O comandante cruz-maltino iniciou o treinamento de sexta-feira com Bernardo na representação inicial, formando dupla com o paraguaio Julio dos Santos no setor de criação do meio-campo. Rafael Silva, autor do tento decisivo na primeira decisão, também foi testado, o que alterou a configuração tática para o 4-3-3.

Todos os ingressos para a decisão deste domingo foram vendidos e a expectativa é de uma festa em preto e branco dentro do Maracanã. O Botafogo ganhou o título pela última vez em 2013, quando conquistou os dois turnos e ergueu o troféu sem necessidade de final. Já o Vasco trabalha para quebrar um jejum que começou após a conquista do último título estadual, em 2003, quando o Cruz-Maltino bateu o Fluminense na decisão.



FICHA TÉCNICA
BOTAFOGO x VASCO
Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 3 de maio de 2015 (Domingo)
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhães (RJ)
Assistentes: Rodrigo Figueiredo Corrêa (RJ) e Dibert Pedrosa Moisés (RJ)
BOTAFOGO: Jefferson; Gilberto, Renan Fonseca, Diego Giaretta e Carleto; Marcelo Mattos, Willian Arão, Fernandes e Tomas (Gegê); Rodrigo Pimpão e Bill
Técnico: René Simões
VASCO: Martín Silva; Madson, Luan, Rodrigo e Christiano; Pablo Guiñazú, Serginho, Julio dos Santos e Marcinho (Bernardo ou Rafael Silva); Dagoberto e Gilberto
Técnico: Doriva

Decisão da Copa do Mundo Gaúcha em Porto Alegre

Não é só um jogo de futebol. Não é só uma decisão de campeonato regional. Grêmio e Internacional entram em campo na tarde deste domingo para a decisão deu Copa do mundo gaúcha em Porto Alegre. 

Depois de dois confrontos acabados em 0 a 0 neste começo de temporada, Internacional e Grêmio vão ter de, enfim, desempatar sua disputa particular neste domingo. A partir das 16h, horário de Brasília, o Estádio Beira-Rio receberá a partida que decidirá o título gaúcho da temporada. Após o empate sem gols no primeiro jogo, disputado na Arena, quem vencer leva a taça para casa. O Tricolor será campeão caso haja empate com gols, e um novo 0 a 0 levará a decisão para os pênaltis.

O equilíbrio entre Inter e Grêmio foi grande ao longo de todo o campeonato. Além dos dois empates que já ocorreram entre os rivais, a pontuação geral também foi parelha. O Colorado disputará a decisão em casa por ter feito dois pontinhos a mais do que o rival na classificação geral.

Mais uma vez, o Gre-Nal terá setor com torcida mista. Apesar disso, e do clima geral de cordialidade de lado a lado, a semana foi marcada por pequenas farpas entre os dois clubes. O vice de futebol gremista César Pacheco reclamou da arbitragem de Anderson Daronco no último domingo, em especial a expulsão do zagueiro Geromel, e foi rebatido pelo presidente colorado Vitório Piffero, que vê o Grêmio tentando condicionar a arbitragem. Na sexta-feira, o presidente gremista, Romildo Bolzan Jr., e o técnico do Inter, Diego Aguirre, trataram de minimizar o princípio de polêmica.


Esta é a 25ª vez em que Internacional e Grêmio disputam diretamente o título gaúcho. Nas 24 anteriores, o equilíbrio foi intenso: em 12 oportunidades o Tricolor levou a melhor, e em 12 quem ganhou foi o Colorado. O último título gaúcho decidido no Beira-Rio foi azul: em 2006, o Grêmio conquistou a taça ao empatar em 1 a 1 na casa colorada, após um 0 a 0 no Olímpico – situação idêntica à atual.

Além do tira-teima histórico quanto à supremacia em finais do Gauchão, outra questão que mobiliza os dois lados é o fato de esta ser a primeira volta olímpica do novo Beira-Rio. Caso seja campeão, o Inter, que já ganhou o Rio Grande 43 vezes, voltará a conquistar um pentacampeonato depois de 42 anos. Para o Grêmio, que tem 36 estaduais, vale interromper a série do rival e voltar a ganhar a hegemonia do estado depois de cinco anos de jejum.


FICHA TÉCNICA
INTERNACIONAL X GRÊMIO
Local: Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)
Data: 3 de maio de 2015, domingo
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Leandro Vuaden
Assistentes: Rafael da Silva Alves e Marcelo Barison
INTERNACIONAL: Alisson; William, Ernando, Alan Costa e Géferson; Freitas (Valdívia), Rodrigo Dourado, Aránguiz, D’Alessandro e Eduardo Sasha; Nilmar
Técnico: Diego Aguirre
GRÊMIO: Marcelo Grohe; Matías Rodríguez, Rhodolfo, Erazo e Marcelo Oliveira; Fellipe Bastos, Maicon, Douglas, Giuliano e Luan; Braian Rodríguez
Técnico: Luiz Felipe Scolari

Palmeiras Pode Fazer a Festa Dentro da Vila Belmiro

Chegou a hora da verdade. Santos e Palmeiras, improváveis finalistas nas previsões iniciais, se enfrentam às 16 horas (de Brasília) deste domingo, na Vila Belmiro, para definir o campeão paulista de 2015. A vitória por 1 a 0, conquistada no Palestra Itália no último domingo, faz com que o Verdão fique com a taça se não perder. Por outro lado, o Peixe terá o apoio de sua torcida para buscar o título de forma direta com uma vitória por dois ou mais gols de diferença. As penalidades máximas definirão o vencedor se a partida terminar com vitória dos donos da casa por apenas um gol.

Para Marcelo Fernandes, efetivado como técnico santista após a oitava rodada da competição e já em sua primeira decisão, a vantagem palmeirense é significante, mas não temerária. “Em decisão, vantagem é importante e, se existe uma, é do Palmeiras, que joga pelo empate. Somos sabedores disso, um clássico é dificílimo, mas essa semana foi muito proveitosa, muito intensa. Com certeza faremos um grande jogo”, projetou o técnico, mais uma vez enaltecendo a força de seu grupo no estádio Urbano Caldeira.

“A força da Vila Belmiro é histórica. Nossa torcida faz um caldeirão. Convocar a torcida para que venham em peso, com responsabilidade, torcendo bastante, sem violência, vamos fazer uma festa bonita”, falou, lembrando que todos os 16 mil ingressos colocados à venda se esgotaram em pouco mais de 24 horas.

Depois de ter de improvisar Chiquinho e Victor Ferraz, escalar os jovens Paulo Ricardo e Lucas Otávio na abertura de decisão, domingo passado, na casa alviverde, o treinador deve contar com força máxima. Robinho e Gustavo Henrique se recuperaram de seus respectivos edemas , ambos na coxa esquerda, e treinaram com o grupo durante a semana. Valencia também deve retornar após se recuperar de dores na panturrilha esquerda e até Werley, recém recuperado de dengue, pode ficar à disposição.
Ricardo Saibun/Divulgação/Santos FC

Desfalque na primeira final por problema muscular, Robinho deve ser titular e esperança do Peixe na VilaAssim, o Peixe vai com o que tem de melhor em busca do quarto título Estadual nas últimas sete edições. “A postura é a de sempre. O Santos, dentro de casa, sempre jogou para frente, mas sempre com a responsabilidade de marcar. Fizemos jogos com bastante chances de gols, a defesa vem se portando bem, tomou um gol irregular contra o São Paulo. Não podemos ser surpreendidos porque aí a missão vai se complicar”, avisou Marcelo Fernandes.



Uma derrota fará o Santos amargar o terceiro vice-campeonato seguido e a última vez que isso aconteceu, ano passado, serviu como lição. A derrota para o Ituano, segundo o treinador alvinegro, pode ajudar nesse novo momento de decisão. “Acho até que o pessoal quer muito vencer, só que a semana tem sido boa até nesse aspecto porque tivemos uma lição grande ano passado, calejou o grupo. Passaram por isso ano passado, nos deixou fortalecidos para esse momento", contou.

Oswaldo de Oliveira era o técnico santista no vice-campeonato no ano passado, e está confiante de que a taça passará por suas mãos nesta temporada. Sem mudar sua filosofia. O técnico dificilmente contará com Arouca, que tem estiramento na coxa esquerda, e manterá o perfil ofensivo do time, recuando o meia Robinho para ser volante. O acréscimo na frente é a provável volta de Valdivia, recuperado das dores por conta de edema no joelho esquerdo que o tiraram da primeira final.

Com a bola nos pés, Oswaldo acredita que superará o rival e fazer valer a sua vantagem. “A expectativa é sempre maior de que o Santos vença jogando em sua casa, mas a evolução do Palmeiras nos deixa muito otimistas. No primeiro jogo, conseguimos limitar muito as ações deles no nosso estádio. Fazemos projeções, só que o futebol é surpreendente na sua essência e as coisas acontecem quando a bola rola”, contou.
Divulgação

Valdivia ficou fora da final no Palestra por dor no joelho, mas deve ser titular em Santos (Cesar Greco/Ag Palmeiras)Mesmo um dos principais trunfos do Peixe é minimizado. Oswaldo abre mão de uma postura mais retraída, apesar de bastar não perder para ser campeão, porque já teve a torcida palmeirense como visitante na Vila Belmiro e sabe que o Verdão terá ânimo e motivo para se sentir em casa neste domingo.



“Para o Palmeiras, é um título com importância inestimável. E o que tem feito a diferença é a vontade que a torcida nos passa. Pode soar politicamente correto porque ninguém espera um técnico falando mal da própria torcida, mas o que eles estão fazendo é um negócio muito sério, como a crescente no número de sócios-torcedores e o entusiasmo quando o ônibus se aproxima do nosso estádio. É uma coisa fora de série não só neste ano. No ano passado, quando eu estava no Santos, aquele número pequeninho fazia tanto barulho quanto os santistas na Vila Belmiro. Os jogadores sentem muito isso”, relatou.
FICHA TÉCNICA
SANTOS X PALMEIRAS
Local: Vila Belmiro, em Santos (SP) 
Data: 3 de maio de 2015, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília) 
Árbitro: Guilherme Ceretta de Lima (SP) 
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho e Alex Ang Ribeiro (ambos de SP)
SANTOS: Vladimir; Victor Ferraz, Gustavo Henrique, David Braz e Chiquinho; Valencia, Renato e Lucas Lima; Geuvânio, Robinho e Ricardo Oliveira
Técnico: Marcelo Fernandes
PALMEIRAS: Fernando Prass; Lucas, Victor Ramos, Vitor Hugo e Zé Roberto; Gabriel e Robinho; Rafael Marques, Valdivia e Dudu; Leandro Pereira
Técnico: Oswaldo de Oliveira

Boxe: Na Luta do Século Pacquiao Lutou Melhor e Mereceu a Vitória Mas Mayweather Ganhou Roubado

A chamada “luta do século” terminou com polêmica. O norte-americano Floyd Mayweather derrotou o filipino Manny Pacquiao por pontos na madrugada deste sábado para domingo, em decisão bastante contestada pelo público que estava na MGM Grand Garden Arena, em Las Vegas.

Para os juízes que trabalharam no combate, no entanto, a vitória de Mayweather foi indiscutível. Um deles assinalou 118 a 110 a favor do norte americano – ou seja, considerou que Pacquiao venceu apenas dois rounds. Os outros dois, 116 a 112.

Seja como for, Mayweather ampliou a sua invencibilidade para 48 vitórias, sendo 26 por nocaute, e ainda unificou os títulos dos meio-médios (até 66,7 kg) do Conselho Mundial de Boxe (CMB), da Associação Mundial de Boxe (AMB) e da Organização Mundial de Boxe (OMB). 
AFP

Mayweather venceu pela 48º vez, mas não convenceu a maior parte do público (foto: John Gurzinksi)O último desses cinturões pertencia a Pacquiao, que agora contabiliza 57 vitórias (38 por nocaute), seis derrotas (três por nocaute) e dois empates em seu cartel.


Para boa parte do público que acompanhou a luta em Las Vegas, esses números poderiam ser ainda mais favoráveis ao ídolo filipino. Pacquiao teve bons momentos no decorrer da luta com Mayweather (que adotou uma postura conservadora), porém não foi convincente para os juízes.

Após o anúncio do famoso locutor Michael Buffer, os dois veteranos lutadores protagonizaram rounds iniciais de estudo. Aos 36 anos, Pacquiao fez os gritos da plateia se avolumarem a seu favor quando se soltou diante de Mayweather, de 38, com a sua agilidade característica. 
AFP

Pacquiao teve bons momentos na luta - o que passou despercebido pelos jurados (foto: Al Bello)Considerado o atleta mais bem pago do mundo, o norte-americano valorizou as suas investidas e soube lidar com a disposição de seu adversário. No final, foi o braço de Floyd Mayweather que acabou erguido no centro do ringue – dando início a contestações seculares dos seguidores de Manny Pacquiao e à comemoração dos fãs do lutador dos Estados Unidos, entre eles o cantor Justin Bieber.

Lula Desafia o Povo Brasileiro: "Não Me Chame Para Briga Porque Eu Volto”

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) participou nesta sexta (1º) do evento promovido pela Central Única dos Trabalhadores no Vale do Anhangabaú. Em seu discurso, afirmou não entender o medo de que ele reassuma o governo brasileiro. Apesar de afirmar que não tem intenção de se eleger novamente, destacou: "Não me chame para briga porque eu volto. Eu não tenho intenção de ser candidato a nada, mas eu tenho vontade de brigar. A Dilma é presidente e eu quero que ela governe esse país e eu fico quieto no meu lugar para não dizer que eu estou tendo ingerência."

Lula ainda pediu aos trabalhadores para que tenham paciência com a presidente Dilma Rousseff. É preciso, segundo ele, dar as mãos a ela num momento de dificuldades. "Quero pedir a vocês que muitas vezes ficam nervosos com a Dilma, irritados, que temos de ter paciência, como temos de ter com a mãe da gente. Ela foi eleita para governar quatro anos. Temos de ver o resultado final desse governo. Não tenho dúvida que daqui a quatro anos estaremos comemorando o êxito do seu mandato"


Para Lula, a elite brasileira, que contempla empresários e banqueiros, deveria agradecer sua passagem e a de Dilma no governo. Na sua opinião, porém, eles são "masoquistas e gostam de sofrer". O evento foi organizado pela CUT, CTB, Intersindical, MST, MTST, CMP, FAF e organizações dos movimentos sociais, estudantil e sindical (Estadão Conteúdo).

Vazaram Fotos Intimas de Ex Namorada de Goleiro Com Vários Jogadores Famosos

 Ser assaltado nas grandes do Brasil, hoje em dia, tornou-se algo corriqueiro. Vítima desta triste realidade no país, a ex-noiva do goleiro do Flamengo Paulo Victor, Stephanie Vilarinho, sofre consequências muito maiores que a simples perda material. É que ela teve um celular furtado e no aparelho estavam fotos íntimas. O resultado foi uma enxurrada de imagens da moça nas redes sociais.


Stephanie Vilarinho, ex namorada de Paulo Victor do Flamengo, tem fotos Neymar, Adriano, Alexandre Pato e até David Beckham

O grande problema é que não é apenas a imagem de Stephanie e de Paulo Victor que
acabou exposta em questão de horas pela internet. Na memória do aparelho, a morena armazenava fotos com várias celebridades. Entre elas, Neymar, Adriano Imperador, Alexandre Pato, o cantor Belo e até David Beckham.

sábado, 2 de maio de 2015

Audilâni Martins é Eleita Musa do Goianão 2015

Audilâni Martins, representante do Grêmio Anápolis foi a grande vencedora do concurso Musa do Goianão 2015. Ao todo foram 127.747 votos em 54 dias de votação. O concurso contou com as representantes dos 10 clubes integrantes da primeira divisão. 

Com 34% dos votos, a modelo e técnica em enfermagem Audilâni Martins, representante do Grêmio Anápolis, foi eleita a Musa do Goianão 2015. A gata de 23 anos recebeu mais de 42 mil votos e ficou na primeira colocação após 54 dias de votação. Em segundo lugar ficou a representante do Goiás, Maysa Moreno, com 16% dos votos. 
Fechando o pódio, Natalia Marques, do Itumbiara, aparece na terceira colocação com 11% dos votos.
Confira o perfil de Audilâni Martins

Nome: Audilâni Martins
Musa de qual time: Grêmio Anápolis
Idade: 23 anos
Altura: 1,63m
Peso: 54 kg
Busto: 86 cm
Cintura: 63 cm
Qual é a maior loucura que já cometeu pelo seu time? 
Faltar serviço para ir ao jogo.
O que mais gosta de fazer em casa? 
Gosto de ver jogo de futebol e curtir minha família.
O que um homem tem que ter para te conquistar?
Romântico, carinhoso e fiel.
Qual é seu ídolo do futebol e por quê?
Neymar, porque é o queridinho do futebol brasileiro.
Qual o jogo do seu time que mais te marcou?
Grêmio Anápolis x Caldas Novas, que foi no estádio Jonas Duarte, em Anápolis. 
Por que você acha que merece ser a Musa do Goianão 2015?
Porque amo futebol e é um sonho ser musa do meu time.

São Paulo Anuncia Técnico Para o Brasileirão

 O presidente do São Paulo, Carlos Miguel Aidar, anunciou nesta quinta-feira que o técnico Milton Cruz está efetivado no comando do time. Para o dirigente, os bons resultados, a excelente convivência com o elenco e a falta de opções no mercado fazem o então interino assumir o comando são-paulino agora por tempo indeterminado. 

Milton Cruz foi efetivado como técnico do São Paulo

Aidar concedeu entrevista durante evento para lançar a parceria do São Paulo com o Taubaté para montar um time de vôlei para a disputa da próxima Superliga Masculina e contou já ter falado com os jogadores sobre a efetivação de Milton Cruz. "É nele que confiamos, é nele que depositamos esperanças, é dele que os jogadores estão gostando e estão fechados com ele. Portanto, não há necessidade para falar em novo treinador. Ele está efetivado", comentou. 

Milton Cruz assumiu o cargo com a saída do técnico Muricy Ramalho por motivos de saúde no dia 6 de abril. Desde então, foram cinco partidas, com quatro vitórias e uma derrota. O aproveitamento é de 80% dos pontos e inclui ainda a classificação para as oitavas de final da Copa Libertadores. "Os jogadores gostam dele e ele está fazendo o trabalho bem feito", elogiou Aidar. 

O cargo de técnico do clube só vai mudar caso a diretoria encontre algum substituto que não esteja empregado. "Se houver uma oportunidade de trazer algum outro treinador que não seja o Milton, isso só será feito se ele estiver desempregado. Se estiver trabalhando em algum clube ou seleção, fora de cogitação", afirmou o presidente. 

Nas últimas semanas, o São Paulo sondou possíveis substitutos para Muricy Ramalho e chegou a conversar com o argentino Alejandro Sabella. O técnico, porém, não deu respostas dentro do prazo estipulado e fez o clube desistir da sua vinda. Durante esta espera, Milton Cruz chegou a dizer que não gostaria de ser efetivado. 

Para o presidente, esta recusa do então interino não significa que ele esteja efetivado contra a própria vontade. "A situação dele é desconfortável, por isso deve ter falado aquilo. Ele sempre substituiu outros técnicos e esperava a chegada do próximo para voltar ao seu cargo", comentou. Milton Cruz é funcionário do São Paulo desde 1994 e atuava como coordenador técnico.

De Olho No Bayern Barcelona Não Poupa Ninguém e Goleia o Córdoba: 8x0

Líder do Campeonato Espanhol, prestes a enfrentar o Bayern de Munique pela semifinal da Liga dos Campeões da Europa e com compromisso fora de casa diante do lanterna da competição nacional. Nem mesmo esta combinação de fatores fez com que o Barcelona “tirasse o pé” ou poupasse os seus principais jogadores. A equipe azul-grená entrou em campo com força máxima nesta manhã e foi recompensada: massacrou o frágil Córdoba por 8 a 0 pela 35ª rodada da liga espanhola.

Luis Enrique simplesmente ignorou o estrelado duelo contra o Bayern de Munique, na próxima quarta-feira, no Camp Nou, e deixou o seu visado trio de atacantes em ação durante os 90 minutos da partida contra o Córdoba. Mesmo com o placar dilatado já na metade da segunda etapa, Lionel Messi, Luis Suárez e Neymar permaneceram se movimentando, indo para o confronto com a zaga rival e, claro, fazendo gols.

Barcelona goleou o frágil Córdoba às vésperas do primeiro jogo diante do Bayern de Munique Foto: Daniel Tejedor / AP

O trio MSN novamente balançou as redes neste sábado. Suárez fez três, Messi, dois, e Neymar anotou um, de pênalti – Rakitic e Piqué completaram o marcador. Chances para o brasileiro brilhar mais, contudo, não faltaram. Neymar acertou bola na trave quando o placar ainda estampava 0 a 0 antes do intervalo e também perdeu chance inacreditável, com o gol aberto, no segundo tempo.

Problema? Nenhum. O Barcelona dominou completamente o jogo e não teve a mínima dificuldade para vencer. Foram dois gols nos minutos finais da primeira etapa e seis depois da volta dos vestiários. Quando a partida já estava 5 a 0, Luis Enrique ainda colocou Pedro, um quarto atacante em campo. Nem Messi, nem Suárez e nem Neymar foram poupados. Aconteceria isto no Brasil?

Neymar acertou o trave no primeiro tempo e perdeu chance inacreditável no segundo Foto: Javier Barbancho / Reuters

Foi assim que o Barcelona "aqueceu" para o confronto diante do Bayern, na quarta, às 15h45 (de Brasília), pela semifinal da Liga dos Campeões da Europa. Será a décima partida do time em pouco mais de um mês. No Campeonato Espanhol, a equipe azul-grená chegou aos 87 pontos e, com um jogo a mais, abriu cinco de vantagem sobre o segundo colocado, Real Madrid. Por sua vez, o Córdoba foi matematicamente rebaixado. Restam apenas três rodadas para o fim da competição.

Rakitic abriu o placar para o Barcelona na partida deste sábado Foto: Cristina Quicler / AFP

Governo de Goiás Paga Antecipadamente 50% dos Salários de Servidores Públicos e 100% em Dia

O governador Marconi Perillo continua pagando os salários do funcionalismo publico absolutamente em dia e sem atraso.

O pagamento de todos os funcionários públicos vai acontecer até o 5º dia útil de cada mês como determina a lei.
O governador Marconi Perillo vai antecipar 50% do salário do funcionalismo público para ser pago ainda dentro do mês trabalhado.
A antecipação do pagamento dentro do mês trabalhado não é um direito do trabalhador, mas sim um beneficio concedido pelo governador quando as finanças do estado permitia. 


Ninguém tem "o direito" de receber antecipado. Este é um beneficio que foi implantado pelo governador Marconi Perillo.

Em tempos de crise e queda da arrecadação, o governo não tem como manter 100% de antecipação do salário, mesmo assim continua pagando em dia. 
Quem diz que o governo de Goias está atrasando os salários ou não está pagando em dia o funcionalismo, é mal intencionado ou mal caráter!

Depois de 12 anos no poder, o PT levou a economia brasileira a uma crise que atinge todo mundo. Empresas estão demitindo, o PIB está zerado, a economia no país não cresce, o desemprego chegou e a inflação voltou. Os tempos mudaram. Em Goiás ainda tem gente que se acha no direito de receber o salário adiantando e se isso não acontece, reclama. 
No tempo do PMDB em Goiás os funcionários públicos ficavam a até seis meses sem receber os salários, hoje reclamam porque não recebe todo o salário adiantado. 
O governo não tem dinheiro, o dinheiro não é do governo. O dinheiro é nosso. Somos nós cidadãos que pagamos os salários dos servidores.
Sou patrão do funcionários públicos, como é patrão cada cidadão. É do meu bolso e do bolso de cada brasileiro que sai o salário dos funcionários públicos.
Todo funcionário público é cheio de direitos, e, o cidadão que paga o salário dos servidores não tem direito nenhum?
Quem paga tem muito mais direito de reclamar do que quem recebe! Estamos pagando e nem "bons" serviços temos em troca do que pagamos!

Quem é funcionário público e reclama de receber só 50% do salário antecipado, poderia mesmo sair e ir para iniciativa privada.

Receber 50% antecipado é um luxo que poucas pessoas assalariadas tem. Isso não acontece na iniciativa privada.

Fosse eu o governante, não antecipava nada, pagaria em dia até o 5º dia útil, o que já seria algo extraordinário em tempos de crise.

Salário parcelado, virgula, recebem 50% adiantado e os outros 50% recebem absolutamente em dia. O que o governo faz é antecipar 50%. Tenho dito!

sexta-feira, 1 de maio de 2015

Mensagem do Governador Marconi Perillo Para o Dia do Trabalho

Goiás só tem motivos para comemorar neste Dia do Trabalho. Mesmo diante de uma crise econômica mundial e, principalmente, nacional forte, seguimos firmes no caminho da geração de empregos com carteira assinada. Completamos uma década de crescimento ininterrupto, sempre nas primeiras posições, na abertura de novos postos de trabalho no País.
Goiás figura no seleto grupo de apenas oito Estados que mantiveram a trajetória de crescimento do emprego no Brasil no primeiro trimestre deste ano, na terceira posição, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho. De janeiro a março, tivemos expansão de 1,01% na geração de postos de trabalho com carteira assinada, na comparação com o mesmo período do ano passado, com 12.459 vagas preenchidas.
Entre 2004 e 2013, foram gerados mais de 715 mil novos empregos formais em Goiás. Desde o ano 2000, são mais de um milhão de vagas abertas no Estado. Em 2013, a população ocupada atingiu a marca de 3,2 milhões de goianos, ou 64% dos trabalhadores economicamente ativos.
O índice médio anual de crescimento do emprego foi de 5,7% entre 2004 e 2013. Na última década, o índice geral de desemprego no Estado caiu de 8,1% para 5,5% da população economicamente ativa. O resultado é superior às taxas da Região Centro-Oeste (5,7%) e do País (6,5%)
O crescimento do emprego não foi apenas quantitativo, mas também qualitativo, atestam as informações do Caged, compiladas pelo Instituto Mauro Borges (IMB).
As vagas de trabalho em Goiás estão sendo ocupadas por trabalhadores melhor qualificados: 38%, índice bem superior à média nacional, de 32,5%. A renda mensal dos trabalhadores continua crescendo e atingiu R$ 1.970,00.
As notícias da geração de empregos em Goiás são positivas mesmo neste ano, cujo cenário aponta para o aprofundamento da crise econômica no País.
Em março, o Estado obteve o melhor saldo de empregos formais desde junho de 2014, o que indica a recuperação na geração de empregos formais em Goiás. A série histórica para o mês mostra que o saldo de empregos em 2015 foi bem superior ao registrado no mesmo mês do ano anterior, com 2.098 postos de trabalho abertos no Estado.
Esse conjunto de boas notícias na área do emprego é resultado da firme e planejada atuação do Governo de Goiás em prol do desenvolvimento de nossa economia.
Reflete o amplo e diversificado programa de incentivos fiscais (mais de R$ 40 bilhões em investimentos atraídos pelo Produzir entre 2011 e 2014), os investimentos na educação (1.º lugar no Ideb em 2014), no acesso ao ensino superior (110 mil alunos beneficiados pela Bolsa Universitária e a criação da Universidade Estadual de Goiás, UEG), na qualificação profissional (500 mil trabalhadores certificados pelo Bolsa Futuro) e na área social (65 mil famílias cadastradas no Renda Cidadã).
O crescimento da renda e do emprego tem relação direta com a política de valorização do funcionalismo público estadual, marca de nossas administrações. Nesse contexto destacam-se a adoção do concurso público como principal critério de acesso à administração, a instituição de planos de cargos e remunerações para as carreiras de Estado, o permanente incentivo à qualificação dos servidores e o pagamento rigorosamente em dia, entre outras ações de valorização dos servidores públicos, que são os grandes parceiros nesta tarefa de administrar o Estado.
Os números altamente positivos na geração de empregos diante do cenário de crise atestam que o Governo de Goiás acertou ao se antecipar aos efeitos da recessão, adotando as amargas mas necessárias medidas de ajuste fiscal. O corte nas despesas com a máquina pública é a garantia da manutenção dos investimentos do Estado. Os investimentos públicos são a principal garantia do crescimento e da geração de emprego e renda, com benefícios para todos.
No Dia do Trabalho, Goiás só tem a comemorar. Esses importantes avanços não teriam sido possíveis não fosse a união de esforços entre o poder público, o setor privado, os empresários, as entidades de classe e os trabalhadores. Juntos, estamos mediando os conflitos e as demandas de todos, tendo como objetivo maior o desenvolvimento econômico e o desenvolvimento humano. Prova de que Goiás tem um Estado necessário e empreendedor, um empresariado comprometido com o crescimento e uma população trabalhadora, movida pelo desejo de progresso.
Marconi Perillo
Governador do Estado de Goiás
Goiânia, 1.º de Maio de 2015.

CRIME!!! Gravações Comprometedoras de Dilma São Destruídas Pela Petrobras

 O Estadão acaba de publicar que a Petrobras destruiu gravações em áudio e vídeo das reuniões do Conselho de Administração da Petrobras, então presidido por Dilma Rousseff, em que foram discutidas obras superfaturadas investigadas pela Lava Jato e a compra da refinaria de Pasadena, o pior negócio da história do capitalismo mundial. Sobraram só atas, que não registram tudo.
O TCU queria as gravações. A CPI da Petrobras queria as gravações. O Estadão queria as gravações. A Petrobras enrolou todo mundo e depois confessou que "eliminou" o material, "amparada pelo regimento interno da empresa". 
É mais do que chocante. É ultrajante. É crime. Destruir provas de crimes é crime.

Caso Valério Luiz: Acusados Pelo Assassinato do Jornalista Valério Luiz Vão a Júri Popular

Em sessão realizada nesta quinta-feira (30), o juiz substituto em segundo grau Sival Guerra Pires, que havia pedido vista dos autos do processo que pedia a impronúncia dos acusados do homicídio do cronista Valério Luiz, seguiu voto do relator do processo, desembargador Ivo Favaro, para manter a decisão que mandou os envolvidos a júri popular. Dessa maneira a decisão foi mantida por unanimidade, já que na terça-feira (28) o juiz substituo em segundo grau Jairo Ferreira Júnior já havia seguido o voto do relator.

Em primeiro grau, foram pronunciados o tabelião Maurício Sampaio, os policiais militares Ademá Figueredo Aguiar Filho e Djalma Gomes da Silva, o motorista Urbano de Carvalho Malta e o açougueiro Marcus Vinícius Pereira Xavier.

O juiz Lourival Machado da Costa pronunciou os cinco acusados de participar do assassinato de Valério Luiz no dia 13 de agosto de 2014. O crime ocorreu no dia 5 de julho de 2012. O magistrado observou que “muito embora a tese da defesa seja uníssona quanto a negativa de autoria, cumprindo à acusação o ônus da prova, os elementos constantes nos autos não se mostram aptos para impronunciar os acusados”.

Ademá Figueredo e Maurício Sampaio foram pronunciados por homicídio qualificado, mediante pagamento ou promessa de recompensa, agravado por ter sido feito com emboscada e recurso que torna difícil ou impossível a defesa da vítima (artigo 121, § 2º, incisos I e IV do Código Penal). Os demais devem responder por coautoria do assassinato.

O caso

Valério Luiz, de 49 anos, foi morto por volta das 14 horas do dia 5 de julho de 2012, no momento em que deixava seu trabalho na Rádio Jornal (820 AM), no Setor Serrinha, em Goiânia. Segundo informações da Polícia Militar, uma moto se aproximou do carro em que o radialista estava e disparou seis tiros contra ele. O autor dos disparos seria Ademá, supostamente a mando de Maurício Sampaio.

Consta dos autos que a vítima proferia duras críticas ao time de futebol Atlético, cujo vice-presidente era Sampaio. O cartorário teria, inclusive, oferecido dinheiro à emissora de TV em que Valério tinha um programa, para afastá-lo.

Segundo a pronúncia, Ademá e Djalma faziam a segurança pessoal de Sampaio. O autor dos disparos teria pego a moto, a arma e o capacete emprestados de Marcus, enquanto Urbano estaria vigiando a vítima nas proximidades da rádio. (Texto: Daniel Paiva – estagiário do Centro de Comunicação Social do TJGO - e Lilian Cury)

Sensacional: Estudante Desmascara Palestrantes Petistas na PUC de Goiás e É Agredido

Assessor político da aparelhada Comissão Nacional dos Bispos do Brasil, o ex-candidato petista a deputado federal (2002) e distrital (2014) se aproveita do cargo para fazer, em nome da Igreja Católica, propaganda de Dilma Rousseff e do projeto do PT de reforma política.

Em novembro de 2014, os estudantes que reagiram às ameaças do bravinho David, da Educafro, de cortar bolsas se eles não coletassem assinaturas para essa mesma reforma.

Agora foi a vez de estudantes da PUC de Goiás reagirem à pregação de Seidel e de representantes de CUT, CTB e MST no seminário embusteiro A Reforma política que o Brasil precisa, realizado na universidade católica em 24 de abril.

Marco Rossi Medeiros, aluno dedicado de Olavo de Carvalho, desmascarou moral, intelectual, política e religiosamente os palestrantes, do jeito que a gente adora e recomenda.

Acabou agredido por uma senhora petista, naturalmente incapaz de refutá-lo com argumentos.

O vídeo é sensacional. Um Marco na história da PUC.


Lula o Operador

>> Trecho da reportagem de capa de ÉPOCA desta semana

Quando entregou a faixa presidencial a sua pupila, Dilma Rousseff, em janeiro de 2011, o petista Luiz Inácio Lula da Silvadeixou o Palácio do Planalto, mas não o poder. Saiu de Brasília com um capital político imenso, incomparável na história recente do Brasil. Manteve-se influente no PT, no governo e junto aos líderes da América Latina e da África – líderes, muitos deles tiranetes, que conhecera e seduzira em seus oito anos como presidente, a fim de, sobretudo, mover a caneta de seus respectivos governos em favor das empresas brasileiras. Mais especificamente, em favor das grandes empreiteiras do país, contratadas por esses mesmos governos estrangeiros para tocar obras bilionárias com dinheiro, na verdade, do Banco Nacional de Desenvolvimento, o BNDES, presidido até hoje pelo executivo Luciano Coutinho, apadrinhado de Lula. Como outros ex-presidentes, Lula abriu um instituto com seu nome. Passou a fazer por fora (como ex-presidente) o que fazia por dentro (como presidente). Decidiu continuar usando sua preciosa influência. Usou o prestígio político para, em cada negócio, mobilizar líderes de dois países em favor do cliente, beneficiado em seguida com contratos governamentais lucrativos. Lula deu início a seu terceiro mandato. Tornou-se o lobista em chefe do Brasil.

Documento 01 (Foto: Reprodução)
Nos últimos quatro anos, Lula viajou constantemente para cuidar de seus negócios. Os destinos foram basicamente os mesmos – de Cuba a Gana, passando por Angola e República Dominicana. A maioria das andanças de Lula foi bancada pela construtora Odebrecht, a campeã, de longe, de negócios bilionários com governos latino-americanos e africanos embalada por financiamentos do BNDES. No total, o banco financiou ao menos US$ 4,1 bilhões em projetos da Odebrecht em países como Gana, República Dominicana, Venezuela e Cuba durante os governos de Lula e Dilma. Segundo documentos obtidos por ÉPOCA, o BNDES fechou o financiamento de ao menos US$ 1,6 bilhão com destino final à Odebrecht após Lula, já como ex-presidente, se encontrar com os presidentes de Gana e da República Dominicana – sempre bancado pela empreiteira. Há obras como modernização de aeroporto e portos, rodovias e aquedutos, todas tocadas com os empréstimos de baixo custo do BNDES em países alinhados com Lula e o PT. A Odebrecht foi a construtora que mais se beneficiou com o dinheiro barato do banco estatal. Só no ano passado, segundo estudo do Senado, a empresa recebeu US$ 848 milhões em operações de crédito para tocar empreendimentos no exterior – 42% do total financiado pelo BNDES. Há anos o banco presidido por Luciano Coutinho resiste a revelar os exatos termos desses financiamentos com dinheiro público, apesar de exigências do Ministério Público, do Tribunal de Contas da União e do Congresso. São o segredo mais bem guardado da era petista.
Moralmente, as atividades de Lula como ex-presidente são, no mínimo, questionáveis. Mas há, à luz das leis brasileiras, indícios de crime? Segundo o Ministério Público Federal, sim. ÉPOCA obteve, com exclusividade, documentos que revelam: o núcleo de Combate à Corrupção da Procuradoria da República em Brasília abriu, há uma semana, investigação contra Lula por tráfico de influência internacional e no Brasil. O ex-presidente é formalmente suspeito de usar sua influência para facilitar negócios da Odebrecht com representantes de governos estrangeiros onde a empresa toca obras com dinheiro do BNDES. Eis o resumo do processo“TRÁFICO DE INFLUÊNCIA. LULA. BNDES. Supostas vantagens econômicas obtidas, direta ou indiretamente, da empreiteira Odebrecht pelo ex-presidente da República Luis Inácio Lula da Silva, entre os anos de 2011 a 2014, com pretexto de influir em atos praticados por agentes públicos estrangeiros, notadamente os governos da República Dominicana e Cuba, este último contendo obras custeadas, direta ou indiretamente, pelo BNDES”.

Os procuradores enquadram a relação de Lula com a Odebrecht, o BNDES  e os chefes de Estado, a princípio, em dois artigos do Código Penal. O primeiro, 337-C, diz que é crime “solicitar, exigir ou obter, para si ou para outrem, vantagem ou promessa de vantagem, a pretexto de influir em ato praticado por funcionário público estrangeiro no exercício de suas funções, relacionado a transação comercial internacional”. O nome do crime: tráfico de influência em transação comercial internacional. O segundo crime, afirmam os procuradores, refere-se à suspeita de tráfico de influência junto ao BNDES. “Considerando que as mencionadas obras são custeadas, em parte, direta ou indiretamente, por recursos do BNDES, caso se comprove que o ex-presidente da República Luís Inácio Lula da Silva também buscou interferir em atos práticos pelo presidente do mencionado banco (Luciano Coutinho), poder-se-á, em tese, configurar o tipo penal do artigo 332 do Código Penal (tráfico de influência)”, diz o documento.

A investigação do MPF pode envolver pedidos de documentos aos órgãos e governos envolvidos, assim como medidas de quebras de sigilos. Nas últimas semanas, ÉPOCA obteve documentos oficiais, no Brasil e no exterior, e entrevistou burocratas estrangeiros para mapear a relação entre as viagens internacionais do ex-presidente e de integrantes do Instituto Lula com o fluxo de caixa do BNDES em favor de obras da Odebrecht nos países visitados. A papelada e os depoimentos revelam contratos de obras suspeitas de superfaturamento bancadas pelo banco estatal brasileiro, pressões de embaixadores brasileiros para que o BNDES liberasse empréstimos – e, finalmente, uma sincronia entre as peregrinações de Lula e a formalização de liberações de empréstimos bilionários do banco estatal em favor do conglomerado baiano.

A Odebrecht tem receita anual de cerca R$ 100 bilhões. É uma das principais empreiteiras investigadas pela Operação Lava Jato, que desmontou um esquema de pagamento de propinas na Petrobras. Segundo delatores, a construtora tinha um método sofisticado de pagamento de propinas, incluindo remessas ao exterior trianguladas com empresas sediadas no Panamá. A empreiteira, que foi citada pelo doleiro Alberto Youssef e por ex-funcionários do alto escalão da Petrobras, nega as acusações.
Saiba mais sobre a investigação do Ministério Público Federal em ÉPOCA desta semana. A reportagem detalha os casos dos documentos e imagens abaixo:


AMIGOS O ex-presidente Lula em encontro com o presidente da República Dominicana, Danilo Medina, em janeiro de 2013. Lula foi dar uma palestra em premiação a jovens do país (Foto: Heinrich Aikawa/Instituto Lula)
PRESTÍGIO O presidente de Gana, John Dramani Mahama, veio ao Brasil em 2014 para lançar seu livro Meu primeiro golpe de Estado. Aproveitou para visitar Lula e executivos da Odebrecht (Foto: Erika Santelices/AFP)

Um padrão que se repete (Foto: Reprodução)