Nota Goiana


____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

segunda-feira, 25 de maio de 2015

Flamengo Demite o Técnico Vanderlei Luxemburgo

O Flamengo anunciou na noite desta segunda-feira a demissão do técnico Vanderlei Luxemburgo. A demissão do treinador aconteceu depois de reunião da diretoria que decidiu demitir Luxemburgo pelos maus resultados acumulados neste inicio de temporada.

Eliminação da Copa do Brasil de 2014 para o Atlético. Derrota por 4 a 1 no Mineirão. Classificação no Campeonato Brasileiro do ano passado: décima colocação. Queda na semifinal do Campeonato Carioca de 2015. Nem à decisão do torneio estadual conseguiu chegar.
Preparação exigida e cara, em Atibaia, interior paulista. Fundamental para uma arrancada vitoriosa no Campeonato Brasileiro de 2015, garantia o técnico. Largar na frente, mostrar a força do clube. "Acumular gordura", pontos importantes, "logo de cara". A meta era três vitórias. Os jogos vieram. O máximo que o time conseguiu foi um empate com o Sport em casa. Duas derrotas: para os reservas do São Paulo e ontem diante do limitado Avaí.
Flamengo já na zona do rebaixamento.

Por tudo isso, o Flamengo decidiu demitir Luxemburgo.

Luciano Huck e Angélica Divulgam Nota Sobre o Acidente de Avião


'Podemos dizer que renascemos', diz Luciano Huck após pouso forçado
Apresentador e Angélica estão se recuperando em hospital de SP.
'Piloto foi um verdadeiro anjo', diz Angélica.

Os apresentadores Luciano Huck e Angélica divulgaram nota na manhã desta segunda-feira (25) para agradecer o carinho do público e o apoio que receberam desde domingo (24), quando o avião em que estavam com os filhos e as babás precisou fazer um pouso forçado em Rochedo, próximo a Campo Grande (MS). "Passamos por um milagre. Podemos dizer que renascemos", disse Luciano Huck, em nota.

Os dois estão bem e, depois de exames de reavaliação, passaram a noite em repouso, no Hospital Albert Einstein, no bairro do Morumbi, na Zona Sul de São Paulo. Os filhos e as babás que os acompanhavam também passaram por exames e foram liberados na noite de domingo.

"Antes de qualquer coisa, queremos agradecer a Deus. Ontem passamos por um milagre, foi uma situação muito difícil a que vivemos. Mas o que importa é que estamos todos bem. As crianças estão ótimas, o que é o mais importante. Eu e Angélica estamos apenas aguardando o tempo de voltarmos para casa", disse Luciano.


"É importante também agradecer um monte de gente envolvida ontem, desde o santo homem Wilson, que nos viu da estrada e nos resgatou; todo pessoal da Santa Casa de Campo Grande, que foi de uma gentileza enorme; e todo mundo que nos apoiou na cidade. Também a equipe da Amil e do Albert Einstein, que nos recebeu com o carinho de sempre."
"Quero agradecer também as milhares de orações que a gente vem recebendo de todos os cantos. É um conforto enorme. Podemos dizer que renascemos e vamos comemorar uma nova data de aniversário: dia 24 de maio", declarou o apresentador.

Angélica também fez questão de agradecer o carinho. "Também quero agradecer todo mundo que ajudou lá na Santa Casa de Campo Grande, agradecer ao Wilson e à sua esposa, que foram os primeiros a nos acolher e acalmar. E ao piloto, porque ele foi um verdadeiro anjo. E, claro, a todos que estão rezando e torcendo por nós. Estamos muito emocionados com todo esse carinho", afirmou a apresentadora.

O apresentador Otávio Mesquita, de 55 anos, visitou Luciano Huck no Hospital Albert Einstein. De início, Mesquita disse que tinha uma consulta para cuidar de um dos ombros. Ele não conversou com Angélica. “O Luciano teve um espírito muito bom em manter a calma da família no avião”, disse o apresentador ao sair do hospital. Mesquita também disse que, no quarto do hospital, “todos estão bem humorados”.

Angélica e a família voltavam de gravações do programa Estrelas no Pantanal de Mato Grosso do Sul (veja fotos e leia mais abaixo), quando o avião teve de fazer um pouso forçado em uma fazenda a cerca de 30 km de Campo Grande. O piloto Osmar Frattini, de 52 anos, afirmou ao G1 que a aeronave sofreu uma falha na bomba de combustível.

Do G1

Comentarista Diz Que Povo Goiano Gosta de Coisa Que Não Presta e Que o Cantor Leonardo Não o Representa

O comentarista esportivo da Rádio 730 de Goiânia, Nivaldo Carvalho, afirmou no programa "Toque de Primeira" desta segunda feira,  que o povo goiano gosta de coisa que não presta. O comentarista  citou como exemplo o fato de milhares de pessoas irem em um show da pecuária para verem cantores sertanejos como Lucas Luco, Gustavo Lima, Leornardo e outros.

"O Povo goiano gosta de coisas que não prestam, paga ingresso para ver cantor sertanejo berrar na pecuária mas se fizer uma promoção  de ingresso para ver o Atlético jogar a R$ 1 real não vai ninguém. É um absurdo, tem gente paga pra ver Gustavo Lima, Lucas Luco, Leonardo e outros berrarem na pecuária, mas se fizer uma promoção para um jogo do atlético a R$ 1 (um real) pra  ajudar reconstruir o estádio Antônio Accioly, não vai ninguém.
O goiano é um bicho esquisito, sente orgulho de ver o Leonardo e o filho dele falando tudo errado no Faustão. Eu não me sinto representado por estas pessoas". Afirmou o Nivaldo Carvalho.

Curioso é que Nivaldo Carvalho trabalha na rádio cujo proprietário é o presidente do Atlético, Maurício Sampaio, sendo assim o discurso do comentarista pode ter sido para "puxar o saco do patrão.

Outro detalhe, a rádio 730 é lider de audiência no seguimento esportivo em Goiás. Se o povo goiano gosta de coisa ruim, neste caso podemos incluir também a audiência de rádio esportivo?

Poker - BSOP Etapa Rio Quente Chega à Final Hoje

A 3ª etapa do BSOP – Brazilian Series of Poker em Rio Quente Goiás terá sua fase final jogada hoje.

Ao todo foram 661 inscrições. Deste total 177 jogadores conseguiram passar para o dia 2 do torneio disputado ontem até que sobraram os 20 jogadores que disputam a grande final hoje. Os jogadores se enfrentarão até que seja conhecido o grande campeão.

De Goiás passaram 3 jogadores para a final. Leandro Ribeiro da Silva de Anápolis - 6º em fichas, Lênin Fernandes de Cristalina – 8º em fichas e Adejair Matos Soares também de Anápolis – 19º em fichas.

Larissa Metran
Além do Main Event que é o torneio principal, no BSOP são jogados também torneios paralelos. Destaque para o Torneio Ladies que é disputado somente por mulheres. A campeã foi Renata Teixeira e em 2º lugar ficou a goiana Larissa Metran.

No torneio Omaha que é uma variação do poker jogado com 4 cartas o grande campeão foi André Eskinazi.

Carlo Ancelotti Não é Mais o Técnico do Real Madrid

O que já era previsto aconteceu. Carlo Ancelotti não é mais o técnico do Real Madrid.

1 ano sem títulos e a insatisfação do maior ídolo Cristiano Ronaldo foram o bastante para causar a queda do italiano.

Ancelotti que assumiu o Real em junho de 2013 e conquistou a Liga dos Campeões da Europa, Copa do Rei e o Mundial Interclubes de 2014.

O nome mais provável para assumir o time madrilenho é o de Rafa Benítez, atualmente no Napoli.

Governador Marconi Perillo Recebe Associações dos Municípios para Discutir Demandas

O governador Marconi Perillo recebeu no final da manhã desta segunda-feira (25/5), em seu gabinete de trabalho no 10º andar do Palácio Pedro Ludovico Teixeira, os presidentes da Associação Goiana dos Municípios, Cleudes Baré, e da Federação Goiana dos Municípios, Divino Alexandre. Os dirigentes das entidades apresentaram demandas nos setores de segurança, saúde, educação e pavimentação, que foram prontamente encaminhadas para os auxiliares responsáveis.

Marconi chamou para o encontro os secretários de Educação e Cultura (Seduce), Raquel Teixeira, e da Segurança Pública e Administração Penitenciária (SSP), Joaquim Mesquita, além de diretores da Agência Goiana de Transportes e Obras Públicas (Agetop) e da Secretaria da Saúde. Ao afirmar que o governo estadual fará todos os esforços para atender às reivindicações, o governador disse que a administração está promovendo um amplo e severo ajuste fiscal, como prevenção e resposta à crise nacional, para garantir caixa por investimentos em infraestrutura, desenvolvimento econômico e tecnológico, além do bom funcionamento das atividades essenciais nas áreas de saúde, educação e segurança.

Os presidentes das entidades elogiaram o pronto atendimento do governador e a disposição dele em encontrar na administração as respostas às demandas dos municípios. Mais cedo, o governador Marconi recebeu o prefeito de Aparecida de Goiânia, Maguito Vilela, ocasião em que assinaram convênio para a transferência do presídio a uma área de 30 alqueires na zona rural de Aparecida. O novo presídio vai ser construído por meio de Parceria Público Privada (PPP).

Bellucci Vence na Estréia em Roland Garros

Depois de conquistar o 4º título da carreira, o ATP 250 de Genebra, o brasileiro Thomaz Bellucci estreou bem no torneio de Roland Garros.

Hoje Bellucci venceu com facilidade o australiano Marinko Matosevic. 3 sets a 0, parciais de 6/1, 6/2 e 6/4.

Agora o brasileiro terá uma parada indigesta pela frente. Na próxima rodada enfrentará o japonês Kei Nishikori, atual número 5 do Mundo.

Já o britânico Andy Murray começou tranqüilo a sua luta em Paris. Murray que nunca chegou às finais no piso de saibro francês venceu na estréia o argentino Facundo Arguello por 3 sets a 0, parciais de 6/3, 6/3 e 6/1.

O dia em Roland Garros contará também com as estréias de Rafael Nadal e Novak Djokovic. O espanhol enfrenta o francês Quentin Halys e Djoko pega o finlandês JakkoNieminen.

Marconi e Maguito Firmam Parceria Para Novo Presídio e Mais Indústrias em Aparecida

Para alavancar a industrialização e melhorar ainda mais a geração de empregos do Estado, a atual área do Complexo Prisional de Goiás, em Aparecida de Goiânia, cederá espaço para novas empresas que desejam se instalar no Estado. O governador Marconi Perillo e o prefeito de Aparecida, Maguito Vilela, assinaram hoje, durante solenidade no 10° andar do Palácio Pedro Ludovico, convênio para a transferência do presídio a uma área de 30 alqueires na zona rural de Aparecida. O novo presídio vai ser construído por meio de Parceria Público Privada (PPP).

Esta será a primeira construção e gestão um presídio por meio de PPP em Goiás. Serão investidos R$ 150 milhões na nova unidade prisional. A previsão é de que o custo com a manutenção chegue a R$ 1,5 bilhão, durante os 27 anos de concessão. A capacidade será de 1,6 mil vagas, distribuídos por três blocos. A área destinada à construção, próxima a uma pedreira na Região Leste da cidade, já foi declarada de utilidade pública. A desapropriação está em execução pelo Estado. Com o cumprimento desta etapa, o governo estadual vai publicar edital definindo o custo da desapropriação já embutido em seu valor.

O governador Marconi Perillo explicou que a medida atende a um compromisso de campanha e que o valor aplicado junto à PPP será igual ou menor ao gasto atual com a manutenção do presídio. “O que nos fizemos hoje foi atitude concreta no sentido de viabilizar uma nova área, em parceria com a Prefeitura, para a construção do primeiro presídio privado de Goiás, conforme prometido em campanha. É importante dizer que palavra empenhada é palavra cumprida. Este presídio significará uma nova era da execução penal do Estado. O valor investido vai ser igual ou menor do que o Estado gasta hoje”, disse. 

Ele destacou que esse projeto é semelhante ao que é feito na área da saúde de Goiás, cujos hospitais são geridos por Organizações Sociais (OS's). “Vamos começar a fazer nesta área de execução penal o que já estamos fazendo com muito sucesso na área da saúde. Vamos mudar o conceito. Será uma vitrine para o Brasil em matéria de execução penal. O setor privado é preparado para a gestão empresarial. O Estado paga para as empresas prestarem um serviço de qualidade. Onde o Estado é incapaz de apresentar resultados concretos, vamos trazendo setores especializados em boa gestão. Nossa Secretaria de Segurança Pública faz um bom trabalho. Mas acredito que podemos fazer um trabalho melhor ainda”, afirmou.

Marconi lembrou que, se considerarmos outros quatro presídios em construção no Estado (Anápolis, Formosa, Águas Lindas e Novo Gama), mais a expansão das unidades de Planaltina e Jataí, serão abertas 3,1 mil vagas para o sistema prisional no Estado. A intenção é tornar a taxa de ocupação penitenciária uma das menores do País. Hoje, a taxa de lotação de Goiás (1,44 presos por vaga) já é menor que a média nacional (1,59 presos por vaga). “Vamos garantir segurança para a população e dar condição para que os presos possam se qualificar, por meio de uma experiência que já deu certo em muitos lugares do mundo e em alguns Estados brasileiros, como Minas Gerais e Bahia”, afirmou.

Ele ressaltou que a medida é inspirada na experiência do presídio de Liverpool (Reino Unido) e que a área atual terá papel importante no desenvolvimento econômico do Estado. “Conheci a experiência de Liverpool de presídio e fiquei impressionado com o que vi. É uma nova filosofia de gestão penitenciária, com a implementação de uma gestão privada. É importante ainda ressaltar que, com a saída do presídio, meu compromisso é que aquela área seja destinada a industrialização e para maior geração de emprego e renda de Goiás”, frisou.

O governador ainda elencou os quatro maiores problemas da área de segurança pública no Brasil: “O primeiro é uma Legislação Penal desatualizada. Nosso Código Penal tem 74 anos. O segundo é pouco dinheiro para investir em execução penal. O governo federal tem o fundo penitenciário nacional contingenciado para formar superávit primário. Em terceiro, nós temos as fronteiras escancaradas aos principais países produtores e contrabandeadores de drogas. O Brasil precisa vigiar suas fronteiras, colocar as forças armadas lá, para evitar que entre o narcotráfico e o tráfico de armas, e mudar a política diplomática. E, por último, a falta de uma vinculação constitucional da segurança pública. Há a necessidade de se constitucionalizar os gastos da segurança pública às receitas arrecadadas. O Estado já gasta 10% com segurança. A prefeitura gasta com guarda nacional. A União precisa gastar mais.”

O prefeito Maguito Vilela elogiou o governador pela ação. “É uma decisão corajosa e histórica e representa a visão de um estadista, independente de desagradar a A ou a B. As decisões têm de ser tomadas e aquela área está entre as mais valorizadas do Estado e precisa ser usada para gerar riquezas e divisas. A atitude é acertadíssima e terá repercussão para a cidade, para o Estado e para o País. É coragem do governador em praticar esse ato, com visão de futuro, porque o complexo prisional vai ganhar em modernidade e segurança," observou Maguito.

Ele disse também que a desapropriação foi uma decisão unânime de Aparecida: “Ninguém se colocou contra, todos apoiaram (a doação desse terreno) e se manifestaram a favor da cessão dessa imensa área”. “Aparecida e os aparecidenses estão gratos a este ato tão importante para cidade, que vai se tornar melhor, mais segura e com melhor qualidade de vida para todos, assim como quer o governador para o Estado de Goiás. Quero destacar a boa vontade e o dinamismo do secretário de Segurança Pública Joaquim Mesquita, um homem de espírito público elevado, que enxergou, entendeu e determinou que as coisas acontecessem", destacou.

João Vaccari e Mais 3 Ex-Deputados São Transferidos Para Prisão Comum

Complexo Médico Penal do Paraná
Não é só no Presídio de Feira de Santana onde ocorreu a rebelião que resultou na morte de 8 pessoas que há problemas de superlotação.

A carceragem da PF em Curitiba também convive com o problema. Para amenizar o problema a PF solicitou a transferência dos presos João Vaccari Neto ex-tesoureiro do PT e mais 3 ex-deputados André Vargas, Luiz Argôlo e Pedro Correa. O Juiz Federal Sergio Moro acatou a decisão e os 4 estão sendo transferidos para o Complexo Médico Penal em Pinhais, na Grande Curitiba.

Lá os 4 farão companhia ao ex-diretor da Petrobrás Renato Duque e Fernando Soares, o Baiano um dos operadores do esquema do Petrolão.

Cela Onde Ficarão os Presos
Foto: Tony Matoso
Não há mordomias no presídio. Apesar de serem encaminhados a uma ala reservada os presos ficarão em celas com capacidade para 3 pessoas, cama de concreto, latrina e banho frio.

Permanecerão por enquanto na carceragem da PF outros envolvidos no esquema. Entre eles o doleiro Alberto Youssef, a doleira Nelma Kodama, o ex-diretor da Petrobrás Nestor Cerveró e os empresários Ricardo Hoffmann e Milton Pascowitch.

Empresários Goianos Discutem Potencialidades de Investimentos na Polônia

Evento, promovido pela SED, contou com participação do embaixador Andrzej Braiter e do presidente da Câmara de Comércio Brasil Polônia, Marcio Artiaga

A Polônia, único país da União Europeia a manter o crescimento econômico após a crise de 2008, é uma ilha verde na Europa, um mercado potencial para investimentos. A afirmação foi feita pelo jornalista polonês Pawel Rogalinski, analista político e econômico, na sede da Federação do Comércio do Estado de Goiás (Fecomércio), em Goiânia, durante o seminário “Oportunidades de negócios para empresas goianas na Polônia”. 


O encontro foi promovido pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Científico e Tecnológico e de Agricultura, Pecuária e Irrigação (SED), em parceria com a Embaixada da Polônia e a Câmara de Comércio Brasil Polônia, com o objetivo de apresentar análise da conjuntura econômica daquele país aos empresários goianos.

Superintendente de Comércio Exterior, Luiz Medeiros Pinto representou a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, apresentando também o cronograma da missão do Governo de Goiás à Polônia e a dois outros países – Rússia e Belarus – de 19 de junho a 4 de julho próximo, que será chefiada pelo vice-governador e titular da SED, José Eliton. Integrarão essa missão cerca de 20 empresários e dirigentes de entidades classistas.

A Polônia
O seminário contou com a presença do embaixador da Polônia no Brasil, Andrzej Braiter; da secretária de Assuntos Econômicos da Embaixada, Anna Józefowicz; do presidente da Câmara de Comércio Brasil Polônia, Marcio Artiaga; além do jornalista Pawel Rogalinski que fez a palestra de abertura falando sobre “O sucesso da transformação econômica da Polônia”, apresentando um país forte, em franco desenvolvimento, com estabilidade econômica, grande potencial humano e muitos incentivos. “Somos o único país que não enfrentou recessão”, disse o jornalista, revelando que, entre as “estratégias secretas”, o país valeu-se do potencial criativo e do poder intelectual de sua juventude.

Na sua apresentação, Pawel Rogalinski destacou as principais cidades polonesas e suas potencialidades, os números da economia e os grandes grupos instalados no país, que é dividido em 14 zonas econômicas. Disse que a transformação do país não foi um processo fácil, tudo era estatal e mudar a mentalidade levou tempo, para então, iniciar a privatização e criar um mercado. Hoje o país tem uma renda per capita de US$ 25 mil.

Ele lembrou que a Polônia tem na educação uma das razões do grande sucesso que é hoje, figurando entre as quatro nações com os melhores índices educacionais em todo o mundo: são mais de 500 universidades e um total de 36 mil estudantes estrangeiros de mais de 150 países em estudos nas escolas polonesas. O país tem uma população de 40 milhões de habitantes; outros 20 milhões estão fora da Polônia, tendo saído principalmente após a segunda guerra.

Para o presidente da Câmara de Comércio Brasil Polônia, Marcio Artiaga, a Polônia é um porto seguro para o Brasil na Europa e, particularmente, para Goiás. “Goiás tem um papel importante na logística nacional e, agora, com o Porto Seco Centro-Oeste, pode se aproximar de outros continentes com mais facilidade”, disse Artiaga. Segundo ele, a Polônia cresceu 4% no ano passado e é o país que melhor faz uso dos recursos do fundo da União Europeia. “Queremos criar uma ponte entre o Brasil e a Polônia e, por eu ter origem em Goiás, vamos começar por aqui esse trabalho da Câmara de Comércio”, afirmou.

Marcio Artiaga destacou que na Polônia tem várias empresas modernas, jovens. “Tenho convicção de que o Brasil só tem a ganhar se juntando a empresários poloneses e fazendo negócios, pois eles são práticos, negociam com velocidade e não têm receio de vir para o Brasil. Acreditam na nossa economia, no nosso potencial, é um povo trabalhador, e nós estamos aqui para fazer essa ponte que, acredito, dará muito resultado”, acentuou.

Após as apresentações, os empresários indicaram suas áreas de atuação e de interesse e questionaram os representantes da Polônia e da Câmara de Comércio sobre os incentivos e apoio aos investimentos, além de abordarem temas como burocracia e facilidades. Entre os empresários presentes estavam Alexandre Moura, proprietário da Sotrigo; Alexandre Resende, do Goiânia Bureau; Carlos Naves, da Naves Tec; e Plínio Viana, da Federação das Indústrias do Estado de Goiás (Fieg). Professores da Universidade Federal de Goiás (UFG) também participaram do encontro, demonstrando interesse em um intercâmbio cultural com o país visitante.

Fotos: André Saddi