Ministério Agricultura

terça-feira, 11 de julho de 2017

Deputado Afirma Que Também é Vitima de Estelionatário: "Ele Não é Meu Genro"

deputado federal João Rodrigues (PSD-SC) denunciou à Polícia Civil nesta segunda-feira (10) que o estudante Thales Câncio Carvalho, de 26 anos, preso suspeito de estelionato em Goiânia, lhe causou um prejuízo de R$ 30 mil. O jovem também tentou dar um golpe no cantor Eduardo Costa. 


De acordo com o deputado, Thales Carvalho se apresentou como Thales Ferraz, sobrenome de uma família tradicional do Pará. Eles se conheceram há cerca de um ano durante um jantar com outros políticos, que ele preferiu não identificar. 


"Esse menino entrou na nossa vida pela forma carismática. No meio de vários deputados surge ele, se dizendo filho de um grande produtor rural do Pará, se dizendo uma pessoa muito bem relacionada, mostrando vídeos, fotos, algo que impressiona qualquer cidadão", disse após prestar depoimento no 8º Distrito Policial de Goiânia. 


O deputado explicou que negociou a compra de embriões com o jovem que totalizaram R$ 70 mil. Porém, ele entregou só parte do combinado. 


"Ele nos propôs uma parceria muito produtiva, que qualquer grande produtor propõe a qualquer parceiro. Fizemos um investimento de R$ 70 mil em animais e outros R$ 12 mil em despesas. Acabamos rompendo essa sociedade ao descobrirmos que Thales era uma grande farsa", explicou. 


Além do golpe na negociação, segundo o parlamentar, Thales se apresentava como genro dele para possíveis vítimas em Goiás, apesar de nunca ter se relacionado com a filha dele. 
O delegado Alessandro Tadeu de Carvalho, responsável pelo caso, explicou que o depoimento colhido do deputado e os documentos trazidos por ele a Goiás serão remetidos para a Polícia Civil de Santa Catarina, visto que o crime aconteceu no outro estado. 


Além disso, a partir do que o parlamentar relatou, o delegado intimará um homem que se apresentou como vítima a depor novamente. "A pessoa que ele disse que o recebeu aqui em Goiás será intimada a responder se era ou não sócia do Thales. [Esse suposto sócio] se apresentou como vítima e disse ter perdido R$ 350 mil", explicou.

Nenhum comentário: