sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

Bomba: Polícia Federal Prepara Prisão de Lulinha

A polícia Federal está concluído um trabalho de investigação de longos meses sobre a participação do filho do ex-presidente Fábio Luís Lula da Silva (Lulinha) em várias atividades do agronegócios nos estados do Pará, Mato Grosso, Minas Gerais e Goiás.

As investigações levaram os agentes da polícia federal até uma das maiores empresas de proteínas animal do Brasil, com confinamento de 125 mil cabeças de gado por ano em duas unidades de produção. Uma em Goiás e outra em Minas Gerais. As investigações já duram 8 meses e está em fase final de conclusão. Desde que começou a ser investigada por suspeita de ter Lulinha como um dos financiadores de suas atividades como sócio oculto,  a gigante do ramo de confinamento de gado paralisou suas atividades em uma propriedade de Goiás.

A empresa investigada tem um fundo americano como sócio de suas atividades e em pouco anos se tornou a maior empresa no ramo de confinamento de gado do Brasil, superando inclusive a JBS(Friboi)  mas sendo parceira da JBS na comercialização. 

O blog teve acesso a informações que o foco da investigação é o filho do ex-presidente  Fábio Luiz (Lulinha). Oficialmente ainda não se pode dizer que Lulinha tenha alguma participação na empresa, mas o curioso é que após as investigações,  a empresa paralisou suas atividades em uma das fazendas investigadas,  onde tinha  8 mil cabeças de gado. De lá para cá, o pasto cresceu, mas nenhuma cabeça de gado foi colocada nos últimos 6 meses. 

De acordo com o que foi apurado as provas colhidas   nas investigações são robustas e suficientes para embasar um pedido da prisão  do filho do ex-presidente Lula. O vazamento da informação da prisão do filho de Lula,  teria sido um dos motivos  do aneurisma da mãe de Lulinha.  Fato este que fez com que o mandato de prisão não fosse executado naquele momento.